quarta-feira, 7 de outubro de 2009

De Mala Vermelha

Há uns tempos lembro-me de ter visto uma reportagem sobre mulheres num canal televisivo. Lembro que o tema era algo como "Donas de casa não desesperadas" ou algo do género e que me deixou bastante interessada.

Esta reportagem falava de toda uma nova independência que as mulheres tinham relativamente à sua sexualidade, os tabus já não era tabus, as lojas de sexo já não eram exclusivamente masculinas, sendo que muitas delas agora eram totalmente interditas aos homens.

Nessa reportagem foi igualmente falado um novo conceito de negocio, um conceito pensado por mulheres e feito para mulheres: "La Maleta Roja".

O que é a Maleta Roja?! Bem, lembram-se de (há muito, muito tempo atrás) as nossas avós terem reuniões com as amigas, para venderem e comprarem aquelas caixinhas de plástico, que na altura eram consideradas o topo do topo da inovação?

Pois bem, por trás da Maleta Roja está exactamente o mesmo conceito, mas com um lado muito mais divertido, pois aqui não se vendem caixinhas de plástico, mas sim todo o tipo de brinquedos que uma rapariga, ou qui ça, um casal pode ter em casa para as noites mais quentes e tórridas.

O conceito é muito simples, poder estar à vontade para comprar o tal vibrador, bolas ben-wa, cremes de massagens, plumas, oleos e afins, tudo isto na companhia de um grupo fantástico de amigas.

Claro está que, enquanto membro desta Corte, decidi que esta não poderia ser considerada uma casa respeitada sem que se vivesse tal experiencia, e assim sendo, decidi agendar um jantar com os membros mais íntimos, para poder desfrutar de tal prazer.

Pormenores em textos seguintes!

1 decadentes:

Susaninha disse...

Eu já tive um espisodio da Maleta ROJA:)
Foi o maximo, vais-te diveritr:):)
SUUUUUUrrisinhos:)

 
template by suckmylolly.com